Buffet Caramelada Rio Claro e Buffet Meyer Rio Claro Chácara Reama Rio Claro Claudizinho di Paula Iguatu Clínica Reviva Rio Claro Croptus Desenvolvimento Web Rio Claro Rosin Acabamentos Personalizados Rio Claro Serralheria Ideal Rio Claro Showsat Sky Rio Claro e Piracicaba Sisweb SMS WS Tech Soluções Iguatu

Clínica Reviva

Fechar
Compartilhe nosso site com seus amigos:   Facebook Twitter

Musculação e Obesidade

Por: Cirval Correia de Almeida Junior

Segundo McArdle, Katch e Katch (2003), a obesidade é definida como o acúmulo excessivo de gordura corporal. A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica a obesidade entre adultos com IMC (Índice de massa corporal) ≥ 25 Kg/m².

Em 2010, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que no Brasil, o sobrepeso corresponde a 48% das mulheres e 50,1% dos homens acima de 20 anos.

A obesidade se constitui em um sério problema de saúde pública. Segundo Coutinho (2007), as complicações da obesidade incluem o diabetes mellitus tipo 2, a hipercolesterolemia, a hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, apnéia do sono, problemas psico-sociais, doenças ortopédicas e diversos tipos de câncer.

Segundo Reis (2009) apud Powers e Howley (2000), a atividade física constitui a parte mais variável do lado do gasto energético, representando de 5% a 40% do gasto calórico total diário. A combinação de exercício físico com restrição calórica representa um meio flexível e efetivo de conseguir uma redução ponderal.

A musculação com fins hipertróficos contribui com o aumento da massa corporal metabolicamente ativa, aumentando do gasto energético basal, favorecendo ainda mais o emagrecimento.

Quando assume características aeróbias (alto número de repetições com cargas quantitativamente baixas), a musculação proporciona a manutenção do baixo conteúdo gorduroso total do corpo assim como também a redução do ritmo de acúmulo das células adiposas.

Cuidado com as dietas mirabolantes, pois a pessoa observa na balança que o seu peso diminuiu e acredita que emagreceu, mas na verdade ocorreu uma perda de peso e não um emagrecimento. Saiba que perda de peso é diferente de emagrecimento. Com dietas sem exercício físico, a pessoa perde basicamente massa magra (músculos) e água. Quando na verdade o que realmente se objetiva é uma redução da massa gorda sem a perda da massa magra. Isto é, o que se quer é o metabolismo da gordura corporal.

Portanto, quando o objetivo é emagrecer a meta deve ser principalmente proporcionar balanço energético (calórico) negativo, diminuindo a ingestão calórica e aumentar o gasto calórico através de exercício físico.

Cirval Correia de Almeida Junior – Professor de educação física e Personal Training – REVIVA.



Leia também: